°C °C
Publicidade
Anúncio

ADH-PI faz balanço sobre ações da gestão 2015-2022

Na área de infraestrutura foram ampliadas as atribuições da ADH com a execução de obras públicas e serviços de engenharia necessários ao desenvolvimento do Estado.

28/12/2022 às 11h16
Por: Fonte: Secom Piauí
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

A diretora-geral da ADH-PI, Gilvana Gayoso, realizou um balanço de sua gestão 2015-2022. Na habitação, apesar da forte crise habitacional a nível nacional, foram entregues 5.369 unidades em habitacionais, distribuídas em mais de 100 municípios do Estado. Essas casas foram construídas por meio de diversos Programas como Pro-Moradia, Semeando Moradia, OGE, PPI/Intervenções em Favelas, PMCMV – Sub50, PNHR, PNHR – Associações, MCMV Entidades, Programa Moradia Todos I e Piauí Protege – Fecopi.

ADH-PI faz balanço sobre ações da gestão 2015-2022
Foto: Reprodução/Secom Piauí

Segundo o balanço, está sendo deixado 1.054 unidades habitacionais com obras em andamento e contratadas pelos Programas Habitar Servidor (construção do empreendimento Tiradentes), Moradia Para Todos II e parceria com entidades; assim como 254 melhorias habitacionais em 20 municípios piauienses, também por meio do Programa Moradia Para Todos II.

Na área de infraestrutura foram ampliadas as atribuições da ADH com a execução de obras públicas e serviços de engenharia necessários ao desenvolvimento do Estado, respaldadas por meio de Decreto, que incluiu a ADH no rol de secretarias aptas para executar esses serviços. Com isso foram beneficiado 78 municípios com obras de mobilidade urbana como a construção de pavimentação, rede de abastecimento d’água, praças, quadras de esporte, além, claro, da construção de unidades habitacionais em todo o Piauí, obras que trouxeram mais qualidade de vida para a população desses municípios.

Em Teresina, o Residencial Jacinta Andrade exigiu mais planejamento e empenho da equipe da ADH para resolver problemas técnicos, ocupações irregulares, e questões judiciais, mas foram concluídas e entregues suas 4 mil moradias e equipamentos comunitários (Escolas, Centro Cultural e Unidade Básica de Saúde).

ADH-PI faz balanço sobre ações da gestão 2015-2022
Foto: Reprodução/Secom Piauí

Foi nesta gestão que o Governo do Estado assinou o Termo de Compromisso para operacionalização do Projeto de Parceria Público-Privada (PPP) Habitar Servidor – Residencial Tiradentes. Hoje, o Residencial Tiradentes está em construção, na zona Leste da capital, e integra a primeira etapa do Programa, assim como o empreendimento Coronel José Rodrigues, que será lançado em breve, com localização na zona Norte de Teresina.

Logo no início do seu segundo mandato, o governador Wellington Dias anunciou uma reforma administrativa no Estado, legalizada pela lei nº 7.211 de 20/04/2019, e a ADH-PI recebeu toda a demanda habitacional, que estava sob às atribuições inerentes à Empresa de Gestão de Recursos do Estado do Piauí (Emgerpi) para administrar, aproximadamente, 60 mil contratos provenientes da carteira imobiliária de financiamentos da antiga Cohab-PI, BEP e Iapep, e ainda os quatro escritórios regionais instalados nas cidades de Campo Maior, Floriano, Parnaíba e Picos.

Um novo desafio, uma nova adaptação, mas, mais uma vez a ADH seguiu em frente e o ponto alto nessa área foi a implantação do Programa Regularizar, instituído pelo Provimento nº 036/2019 da Corregedoria Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Piauí, que é executado por empresas especializadas e credenciadas pela ADH junto aos conjuntos habitacionais.

Nesta gestão, o mutuário teve oportunidade de conseguir a escritura de seu imóvel com valor reduzido e menos burocracia, deixando-o mais seguro com relação à propriedade desse valioso bem. “A gente se sente feliz em ver o brilho nos olhos dos beneficiários ao receber o registro definitivo do seu imóvel, sua casa de papel passo. Isso é dignidade”, declara Gilvana Gayoso.

Até agora foi 1.427 processos ajuizados e 318 processos julgados com as certidões de Registro de Imóveis expedidas, referentes aos conjuntos habitacionais Mocambinho, Bela Vista, Renascença, Dirceu, São Joaquim, Tabuleta, Morada Nova, entre outros.

De acordo com a diretora, sua gestão foi desafiadora em vários aspectos. “Por já ter trabalhado na casa, da qual faço parte, como empregada, desde os tempos vigentes da extinta Cohab-PI, senti-me duplamente desafiada, além da gestão enquanto órgão, a cobrança pessoal no sentido de obter os melhores resultados possíveis do meu trabalho frente à ADH”, ressalta ela.

Selo de Mérito

A Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH-PI) foi a vencedora do concurso “Prêmio Selo de Mérito” realizado pela Associação Brasileira de Cohabs (ABC). A Agência concorreu na categoria Especial com os Programas Moradia Para Todos II e o Regularizar; na categoria Projetos e venceu com o projeto Quilombo Mimbó.

A diretora-geral da ADH, Gilvana Gayoso, demonstrou alegria e gratidão com o resultado. “É uma honra muito grande ver a ADH-PI vitoriosa no Prêmio Selo de Mérito. É a primeira vez que a ADH recebe esse prêmio de suma importância. E foi coroada com três prêmios de uma vez só”, destacou.

Gilvana disse ainda que o envolvimento da equipe foi essencial para esse maravilhoso resultado . “Encerramos nossa gestão com o sentimento de dever cumprido. Deixamos a casa pronta para atuar em um leque de novas oportunidades de projetos a serem executados, assim como um melhor ambiente de trabalho, mais propício ao desenvolvimento qualitativo da instituição em suas atividades”, afirma.

Um motivo de satisfação para a diretora Gilvana Gayoso foi a realização da exposição do Memorial do Servidor da Cohab/ADH, evento que celebrou a data alusiva ao Dia do Servidor Público, uma homenagem a todos que fizeram parte da história deste órgão governamental.

Outro marco nesta gestão foi o lançamento do livro “História da Cohab e ADH-PI”, que retrata diversas histórias, buscando dados e relembrando feitos conquistados pela instituição. O livro resgatou o percurso trilhado pela extinta Cohab, antiga empresa que atuava na área de habitação no Estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias